Blog M8
Vale a pena investir em um Fundo Multimercado?
28/02/2023
Atualizado em 1 ano

Investidores com perfil arrojado têm grandes chances de multiplicar as fatias do bolo em uma única aplicação

Diversificar a carteira não é uma tarefa fácil. O investidor precisa estudar bem cada aplicação antes de colocar recursos. O fundo de investimento errado pode ser motivo de dor de cabeça prolongada.

Para quem pretende diversificar as aplicações e tem um perfil de arriscar, mas com um pouco mais de segurança, os fundos multimercados podem ser uma boa opção.

Eles permitem investimentos em renda fixa e variável simultaneamente, o que ajuda a reduzir os riscos e potencializar o lucro.

Mas, por causa do seu caráter mais complexo, é importante que o investidor conheça mais do produto antes de qualquer coisa. Por isso, neste artigo a M8 te explica tudo o que você precisa saber sobre o tema.

  1. O que são?

Fundo multimercado é um tipo de aplicação em que os aportes são feitos por um grupo de investidores. O lucro vem com a aplicação em títulos ou valores mobiliários e os ganhos são divididos de acordo com a proporção dos investimentos feitos.

Nessa modalidade, o investidor tem uma participação mais observadora e um gestor fica responsável por guiar as aplicações dos cotistas em vários mercados, sempre em busca de ativos que farão valer a pena as aplicações.

É como dividir as fatias de um bolo de forma exata e ter grandes chances de multiplicação a partir da distribuição dos pedaços.

  1. Como funciona?

Cada grupo estabelece suas regras e escolhe um gestor, um profissional especializado, para gerir as cotas. A partir daí, ele tem a missão de buscar os produtos mais rentáveis.

Com os objetivos em mente, o gestor pode escolher usar vários métodos de aplicação, como os múltiplos produtos. Assim, ele evita expor o grupo ao risco de um único investimento.

Vale lembrar que nem todos os fundos são iguais, características como rendimento, resgate, custos e tributação, podem variar entre eles.

  1. Tem come-cotas?

Sim. O come-cotas é uma antecipação do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), recolhido nos meses de maio e novembro, esse imposto se abate sobre todos os fundos multimercados.

A alíquota, assim como em boa parte dos investimentos, varia de acordo com o tempo de aplicação. Para fundos de curto prazo, com vencimento médio de até 60 dias e nenhum ativo com mais de 365 dias, a alíquota é de 20%. Já para fundos de longo prazo, esse percentual é de 15%.

  1. Vale a pena investir?

Para os investidores arrojados, com uma tolerância média para os riscos e interesse em diversificar e frutificar suas aplicações, os fundos multimercado são um excelente investimento.

_____________

Se está querendo começar a investir, mas está em dúvida sobre qual é o seu perfil de investidor, fale conosco e se torne um cliente M8, nós vamos te ajudar a identificar o seu perfil, alinhar os seus objetivos e te auxiliar na sua jornada de investimentos!

A M8 Partners está no mercado desde 2013, atendendo pessoas físicas e jurídicas, ajudando na busca pelas melhores soluções de investimentos.